Buscar
  • Ábaco

A importância da gestão de custos na empresa


Introdução

Em um ambiente instável, de disputas e globalizado, é cada vez mais necessário que o empresário saiba lidar melhor com o seu negócio e o ambiente. Para isso, a análise de custos é determinante, pois quem possui informações de qualidade, confiáveis e em uma boa quantidade obtêm vantagem sobre seus concorrentes. Além disso, a carência de informações pode acarretar erros graves em sua instituição.

Nesse post, falaremos um pouco sobre o que são custos, como são classificados, quais suas vantagens e a importância de seu mapeamento e valoração para o seu negócio.

O que são custos?

Segundo Eliseu Martins, custo é o gasto relativo ao bem ou serviço utilizado na produção de outros bens ou serviços. Ou seja, é tudo aquilo que o empreendedor usa para que seu bem ou serviço torne-se comercializável.

Para ilustrar, tomemos o seguinte exemplo: em um fábrica que produz apenas mesas, os possíveis custos dessa empresa seriam a madeira, utilizada como matéria prima, e as horas dos trabalhadores que estão relacionados com o setor de fabricação.

Saber os custos da sua mercadoria ou do seu serviço são de suma importância, pois deles pode-se extrair informações como o preço de venda viável, o grau de alavancagem do seu negócio e a margem de contribuição de cada produto/serviço.

E como eles são classificados?

Há vários tipos de classificação de custos, porém selecionamos alguns tipos, como os abaixo:

· Custos Diretos: São aqueles que são atribuídos diretamente aos produtos ou serviços, como no exemplo mencionado da fábrica de mesas: a madeira. Outro exemplo mais simples é o pão, que é usado em um sanduíche de uma lanchonete, ou a carne em algum prato de restaurante.

· Custos Indiretos: São aqueles que são atribuídos aos produtos, mas não se sabe mensurar o quanto foi para cada um. Por exemplo, no serviço de um supervisor de oficina mecânica não dá para dividir com exatidão o quando do seu trabalho foi para cada serviço prestado da oficina.

· Custos Variáveis: São os custos que aumentam conforme a sua produção. Ou seja, na medida em que se fabrica ou se presta serviços esses custos aumentam, por exemplo, uso de matéria prima.

· Custos Fixos: São custos que não se alteram conforme a produção, por exemplo, o aluguel de uma fábrica sempre vai ser o mesmo em um dado período.

Quais as vantagens de saber os seus custos?

Como dito anteriormente, os custos podem nos apresentar dados relevantes para o gerenciamento dos negócios. Podemos citar três situações que os custos auxiliam:

· Planejamento: É a definição estratégica de objetivos utilizando recursos para chegar onde se deseja. Os custos, nessa situação, têm o papel de norteador por meio de informações como margem de contribuição e ponto de equilíbrio, dado que a margem de contribuição é o valor que paga os custos fixos e o ponto de equilíbrio é o valor de resultado para que se consiga pagar todos os custos e despesas.

· Controle: Torna-se mais eficiente com a análise de custos, pois, além de permitir a redução destes, consequentemente pode-se obter o aumento dos lucros e maximização da produtividade, além disso, permite ter um maior monitoramento dos gastos em todo o processo produtivo.

· Tomada de Decisão: É facilitada, porque está baseada em dados quantitativos, os quais representam a atividade operacional da empresa. Com mais informações, pode-se chegar a resultados de forma mais rápida e precisa.

Conclusão

Pode-se ver que a Gestão de Custos tem alto grau de relevância para as empresas atuais. Com seu conhecimento, é possível obter melhoras consideráveis nos negócios, tornando a empresa cada vez mais competitiva e rentável.

Gostou dessa matéria? Caso haja interesse, leia também o post sobre Gestão de Custos em Clínicas Médicas. Ainda quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco!

Texto escrito por Vitória Paiva e Felipe Alves

Revisão: Hugo Ayres

90 visualizações