Buscar
  • Ábaco

FGTS: quais são as novas regras de saque e o que fazer com o dinheiro


Introdução

Com a nova política econômica do governo vigente, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passou por algumas alterações que afetam diretamente as opções do trabalhador.


Confira neste post, o que é o FGTS, quem possui o direito, quais são as novas regras e dicas de o que fazer com o dinheiro resgatado.


O que é o FGTS?

O FGTS, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, é uma quantia de dinheiro retida pelo governo com o intuito de gerar uma reserva para o trabalhador. A partir do momento que o trabalho é iniciado, é criada uma conta para que a empresa deposite o valor mensalmente.


O valor depositado equivale a 8% do salário do empregado e deve ser depositado pela empresa até o dia 7 do mês subsequente ao trabalhado.


E quem possui o direito?

- Trabalhadores brasileiros com contrato de trabalho CLT;

- Trabalhadores rurais e safreiros;

- Trabalhadores domésticos;

- Trabalhadores temporários;

- Trabalhadores intermitentes;

- Trabalhadores avulsos;

- Atletas Profissionais.


Novas regras para o saque do FGTS

Saque

Medida que visa aquecer a economia, o governo concedeu o direito de sacar até R$ 500,00 da conta do FGTS, independentemente de ser a ativa (emprego atual) ou a inativa (empregos anteriores).


O benefício teve início em setembro de 2019 e estará em vigor até março de 2020.


Saque aniversário

O saque aniversário, medida que entrará em vigor em abril de 2020, permite que o recurso seja sacado anualmente de acordo com os seguintes critérios:

Entretanto, vale lembrar que os trabalhadores que optarem por utilizar o saque aniversário não poderão realizar o saque integral caso sejam demitidos sem justa causa.


E que fazer com o dinheiro?

Apesar do fundo de garantia apresentar uma certa rentabilidade, o rendimento obtido não consegue ultrapassar o da poupança, que já não é considerada um bom investimento.


É recomendável que o dinheiro seja investido em alguma opção de renda fixa: investimentos que possuem rentabilidade superior à da poupança e, mesmo assim, possuem riscos baixos. Os 3 exemplos mais comuns são:


- CDB (Certificado de Depósito Bancário): funciona como um empréstimo ao banco que retorna com um valor de juros adicionado.


- LCI e LCA (Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito do Agronegócio): o banco recolhe e empresta o dinheiro para os setores do agronegócio e imobiliário, gerando rentabilidade.


- Tesouro Direto: é um título de dívida do governo que, ao ser devolvido, retorno com juros rendidos.


Conclusão

As novas regras referentes aos saques do FGTS afetam diretamente a vida financeira de todos dos trabalhadores do regime CLT e nem sempre gastar o dinheiro do saque é a melhor opção.

Restou alguma dúvida sobre as regras do FGTS ou sobre o que fazer com o dinheiro sacado? Entre em contato conosco!

40 visualizações