Buscar

Como gerir o fluxo de caixa da sua empresa de maneira eficiente



Sua empresa não pode quebrar se ela ficar sem lucro durante 3 meses, ela pode quebrar se ficar sem caixa durante 3 meses. Por isso a gestão do fluxo de caixa é tão importante.


Aprender finanças é essencial para a segurança financeira da sua empresa. Assim, conhecendo um pouco melhor como funciona o fluxo de caixa, permite-se um maior controle, fazendo com que você consiga projetar entradas e saídas de dinheiro, ou seja, o dia que você vai ter dinheiro e o dia que não vai ter dinheiro. Dessa maneira, permite que você construa metas, planos de ação e execução, permitindo a alavancagem do seu negócio.



O QUE É O FLUXO DE CAIXA


O fluxo de caixa demonstra as movimentações do caixa da empresa. É dividido em 3 categorias de atividades:


Atividades operacionais: são os recebimentos de clientes e os pagamentos de salários, aluguel, seguros, fornecedores entre outros.


Atividade de financiamento: refere-se à captação de recursos junto a instituições financeiras e acionistas e a remuneração desses recursos captados, como os dividendos, por exemplo.


Atividades de investimento: são os recursos aplicados em prédios, terrenos, equipamentos, entre outros.







COMO CONSTRUIR UM EFICIENTE


1) O registro de todas as movimentações.


Independentemente do valor da transação é sempre necessário que esses valores sejam registrados no fluxo de caixa, inserindo todos os dados de forma completa, como a data da transação. Com isso, é possível acompanhar todos os gastos e acompanhar a área financeira da sua empresa.


Além disso, tal prática permite a detecção de pontos que permitem economia, outros que precisam receber maior investimento, um maior controle da inadimplência, um conhecimento melhor o ciclo financeiro da sua empresa, não permitindo o pagamento de fornecedores à vista e a venda à prazo ao ponto que falte caixa. Sob essa ótica faz-se necessário entender um pouco de como funcionam os ciclos financeiros e econômicos da sua empresa, caso queira estudar mais sobre clique aqui.


2) Período do fluxo de caixa.


Definir o período de análise com o fluxo de caixa é de suma importância para saber o período do controle. Os exemplos mais comuns de períodos são as análises diariamente, semanalmente, mensalmente ou trimestralmente. O período sempre deve variar de acordo com a demanda requisitada.


Ademais, é importante destacar que quanto maior o período, maiores são as chances de se perder na confecção do fluxo de caixa ou cometer erros nos lançamentos.


3) Registre as contas a pagar e as contas a receber.


Despesas a serem pagas e contas periódicas devem ser registradas no fluxo juntamente com as contas a serem recebidas. Essas informações são de extrema importância para montar o planejamento da empresa. Assim, analisando os valores que sairão e que entrarão na empresa é possível fazer uma avaliação para o futuro e preparar as melhores estratégias para o mercado.



Conclusão


Controlar o fluxo de caixa se mostra extremamente importante para que a empresa tenha um total controle financeiro das movimentações do negócio, e assim obter lucro. Agora você já tem uma ideia de como gerir o fluxo de caixa do seu negócio de forma eficiente, saiba mais sobre o controle financeiro empresarial.


E aí, o tema de hoje te ajudou? Quer mais informações ou precisa de ajuda? Entre em contato conosco por meio da nossa página no Instagram ou pelo contato em nosso site!


---------------------------------


João Gabriel Musso

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo