Buscar

Diferenciais de mercado: entenda sua importância para o sucesso da empresa




Introdução

Imagine a seguinte situação: você procura abrir um novo negócio ou incrementar um que já gerencia. A parte mais importante para esse negócio funcionar e gerar lucro é sua qualidade e o quão disposto o público está em pagar por ele.

Assim, entramos no tema do post dessa semana: diferenciais de mercado e como usá-los para o sucesso do seu negócio.

O porquê do diferencial

Antes de abrir por completo sua empresa, faça a seguinte pergunta: por que eu compraria esse produto (ou serviço)? Essa vai ser a pergunta que seus clientes vão ter inconscientemente com eles.

A ideia é semelhante a quando se é questionado em uma entrevista de emprego se você se contrataria para a empresa. Encontrando a resposta para essa questão o problema de vendas está praticamente resolvido.

Vendas altas levam toda empresa a crescer, até porque se todos querem algo, eventualmente estão dispostos a pagar por isso. Levar essa crença para seu negócio não é garantia de sucesso, mas quando uma empresa tem algum problema, já é um alívio não ser relacionado às vendas.

Estratégia de benchmarking

Visando entender melhor o mercado em que estão inseridos, os empreendedores usam a tática de benchmarking, que consiste basicamente em analisar outras empresas do mesmo ramo e selecionar as melhores práticas para sua empresa.

Seja a entidade de grande ou pequeno porte, fazer benchmarking constantemente é fundamental e pode trazer o diferencial positivo.

O mercado de fast-food é um bom exemplo, uma vez que todos os dias essas corporações procuram o que há de mais novo no mercado e como outros restaurantes estão reagindo, seja na adoção de um novo maquinário para o preparo de seus alimentos, de um cardápio em que está na “moda” ou na implementação de um delivery.

Técnica de pivot

Acertar de primeira não é pra qualquer um e, muitos daqueles que chegaram ao sucesso não conseguiram isso em sua primeira tentativa. Diante disso, muitas empresas usam a técnica de pivot, que consiste basicamente em reformular por completo a empresa, podendo alterar o produto ou serviço, público-alvo e até mesmo o ramo em que a empresa está inserida.

Para ilustrar melhor essa técnica, temos o seguinte exemplo: o dono de uma hamburgueria tem um molho de família muito famoso em seus hambúrgueres, porém, as pessoas gostam apenas do molho e criticam os outros ingredientes e a montagem. Assim, a empresa passa pelo processo de pivot e começa a produzir apenas os molhos, que serão vendidos para outros restaurantes e supermercados.

Antes, havia uma empresa com apenas um ponto positivo, que gastava com coisas que não agradavam o cliente. Agora, ela foca naquilo que sabe fazer de melhor e mudou tanto o público-alvo quanto o produto principal.

Conclusão

Ter a mentalidade criativa para gerir seu negócio e colocar em prática novas ideias são atitudes que resultam em muitas vantagens e destacam sua empresa no mercado. Mudanças são sempre um pouco assustadoras, mas são com elas que os bons resultados aparecem.

E você? Tem uma ideia para seu negócio e quer colocá-la em prática? Entre em contato conosco!

Veja também: Tempos de crise e as finanças empresariais: o que fazer?

_____________________________________

Texto escrito por Pedro Paulo Caires.




47 visualizações