Buscar
  • Ábaco

RESUMO: COMO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA AFETA OS TRABALHADORES DA INICIATIVA PRIVADA?



1.0 Introdução

Com a aprovação da reforma da previdência, uma diversidade de novas regras foram impostas aos trabalhadores da esfera pública e privada. No post desta semana, iremos abordar quais as principais mudanças que impactam os trabalhadores da área privada.

2.0 Aposentadoria por idade

A proposta estabelece que a idade mínima para mulheres é de 62 anos e para homens a idade de 65 anos. Entretanto, além das idades mínimas, é necessário que ambos os sexos contribuam por pelo menos 15 anos.


Já em relação aos que irão começar a contribuir após a reforma, estes terão que contribuir no mínimo 20 anos no caso de homens e 15 anos no caso das mulheres.

3.0 O valor da aposentadoria por idade

O valor recebido pela aposentadoria é baseado na média dos valores de todos os salários de contribuição. Porém, o valor não é 100% da média: é necessário contribuir por pelo menos 15 anos para o recebimento de 60% da média, tanto homens quanto mulheres.

- Mulheres: aumento de 2% por ano sobre a média dos salários, sendo que o aumento começa a ser contabilizado após os 15 anos de contribuição;

- Homens: aumento de 2% por ano sobre a média dos salários, sendo que o aumento começa a ser contabilizado após 20 anos de contribuição.

Resumidamente, para obter a média completa dos salários de aposentadoria, as mulheres terão que trabalhar durante 35 anos, enquanto os homens durante 40 anos. Vale lembrar que o valor da aposentadoria não pode passar do teto do INSS, o equivalente a R$ 5.839,45 (teto do INSS em 2019).

4.0 Aposentadoria por tempo de contribuição

A reforma da previdência não permite a aposentadoria por tempo de contribuição, sendo necessário obrigatoriamente o atingimento da idade mínima para o recebimento do benefício.

5.0 Conclusão

As mudanças impostas para a aposentadoria é um fator que afeta diretamente quase a totalidade de população. Em tempos de incerteza em relação a esse tipo de direito, é necessário enxergar a importância do estudo de finanças pessoais e não depender totalmente do governo.

Possui interesse em conhecer alternativas diferentes da previdência social para o seu futuro? Entre em contato conosco!

27 visualizações