Buscar
  • Ábaco

Juros simples e composto: entenda cada um.

Juros no geral estão presentes em todas transações financeiras, por esse motivo, é importante saber a diferença entre cada um e em quais situações são usados.


Para entender esse tema por completo é recomendável entender todo o contexto.


Por fim, o que são juros?

Juros é o valor do dinheiro no tempo, ou então, será a remuneração cobrada pelo empréstimo de um dinheiro. De um jeito mais lúdico, os juros podem ser considerados uma espécie de "aluguel" sobre o empréstimo.


Exemplos de juros são: os valores cobrados por cartões de credito caso haja atraso no pagamento da fatura, os rendimentos de um investimento são considerados juros já que você empresta seu dinheiro para uma instituição financeira com o intuito de receber o valor emprestado mais o "aluguel" pelo empréstimo.

Já que o conceito de juros foi apresentado para você, agora veremos os dois tipos de juros: os simples e os compostos.


Juros simples


O juro simples é basicamente uma taxa previamente definida que será aplicada somente sobre o valor inicial do empréstimo ou do valor inicial em questão.


Um exemplo pratico é no caso de você emprestar ou pegar emprestado R$ 2.500,00 com uma taxa de 2,5% ao mês no juro simples, isso quer dizer que todo mês irá incorrer um juros 2,5% sempre encima de R$2.500,00. O montante (valor pago ou recebido no final do período de empréstimo) ao final de um ano seria de: ( R$2.500,00 X 0,025 X 12) + R$2.500,00 = R$3.250,00


Bons exemplos de situações em que incorre juro simples são: os cartões de crédito, financiamentos, alguns tipos de empréstimos.


Juros compostos


A presença desse já é mais notória em diversas transações comerciais ou investimentos. Esse modelo, os juros são somados e adicionados ao juro acumulado dos períodos anteriores, por isso ele ficou conhecido como "juros sobre juros".


Na prática, se você tem um investimento de R$1.000,00 com juros compostos de 4% ao mês, isso quer dizer que no primeiro mês terá um retorno de 4% sobre R$1.000,00. Já no segundo mês o retorno será 4% sobre os mesmo R$1.000,00 com um adicional do rendimento do mês anterior. No primeiro mês seria: 4% X 1000 = R$40,00 e o montante viraria R$1.040,00. No segundo mês os 4% seriam aplicados sobre os R$1.040,00 do mês anterior e assim sucessivamente.


Efeito tempo nos juros compostos


Analisando a forma de calcular juros compostos, é possível notar que a quantidade de períodos pode ter uma grande influência sobre o montante final, isso que dizer que: quanto mais tempo/períodos incorrer os juros, mais juros serão acumulados no valor final.


Resumindo: o impacto dos juros compostos pode ser visto após longos períodos de tempo.


Após esse blog, você leitor já tem uma noção maior do que são juros simples e compostos e agora consegue entender quando ver um caso desse no seu dia a dia.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo