Buscar
  • Ábaco

Investimentos isentos de imposto de renda

Atualizado: 28 de mar.



Quando se trata de investimentos isentos de imposto de renda, geralmente são mais chamativos para os investidores, por não incidirem tributos, ou seja, não há necessidade de descontos, lucrando então todo o valor investido. No entanto, é importante ficar atento, pois nem sempre o investimento que não tem desconto do imposto de renda é o mais vantajoso para o investidor.


Para fazer a escolha do investimento certo, é importante saber qual seu perfil de investidor, desse modo, pode ser direcionado para o melhor negócio com base nos seus objetivos financeiros. Os perfis podem ser Conservadores, Moderados e Arrojados.


Atenção: Mesmo que seus investimentos sejam isentos de imposto de renda, é necessário indicá-los na declaração de imposto de renda.


Veja os Investimentos que não incidem imposto de renda:


1- LCI (Letra de Crédito Imobiliário)

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um investimento de renda fixa emitido pelos bancos. Os recursos captados por esse tipo de aplicação são direcionados para financiar empreendimentos e atividades do setor imobiliário.

Os investimentos em LCI podem ter três tipos de remuneração, são elas: prefixada, pós fixada e híbrida. É importante ressaltar também que esse investimento tem garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), ou seja, você que está investindo tem a garantia de receber todo o recurso investido.


2- LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

A Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa emitidos pelos bancos para financiamento do agronegócio. Esse tipo de investimento tem uma dinâmica bem parecida com o LCI, no entanto muda o objetivo do crédito. Também possui garantia do FGC.


3- CRI (Certificado de Recebível Imobiliário)

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) são utilizados como instrumento de captação de recursos para financiar as transações do mercado imobiliário. Diferente do LCI e do LCA nesse investimento não possui a garantia do FGC.


4- CRA (Certificado de Recebível do Agronegócio)

O Certificado de Recebível do Agronegócio (CRA) é utilizado como instrumento de captação de recursos para financiar as transações dos projetos do agronegócio. Ele funciona de forma parecida do CRI, também não possui garantia do FGC, o certificado é emitido por empresas securitizadoras.


5- Debêntures incentivadas

As debêntures incentivadas são investimentos de renda fixa usados para captação de recursos para as empresas que atuam em obras de infraestrutura, em outras palavras, quando se investe em debentures incentivadas é como emprestar seu dinheiro para empresas privadas e receber esse dinheiro corrigido.

Mas fique atento, pois as debentures que não são incentivadas tem cobrança de imposto de renda e também de IOF.


6- Poupança

A poupança é o mais conhecido, mesmo que não seja um dos investimentos mais atraentes do mercado, ainda assim a poupança não tem cobrança do imposto de renda.


7- Dividendos de ações de FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário)

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) são investimentos de renda variável, no entanto funcionam como fundos de investimentos, pois um grupo de pessoas compram cotas do fundo e um responsável pelo fundo toma decisões de onde e como o dinheiro vai ser aplicado dentro do setor imobiliário.

Para ter a isenção nesse tipo de investimento é necessário seguir algumas condições:

  • O cotista deve ter menos de 10% das cotas do fundo;

  • O fundo deve ter, no mínimo, 50 cotistas;

  • As cotas do fundo devem ser negociadas, exclusivamente, na Bolsa de Valores.

Atenção: A venda de uma cota de FII não está livre de Imposto de Renda. Nesse caso, é necessário fazer o pagamento de 20% sobre o valor da venda.


Será que vale a pena escolher um investimento isento de imposto de renda?


Geralmente um investimento que não cobra imposto de renda, não é tão rentável quanto aqueles que correm mais riscos por exemplo, por isso é importante analisar algumas variáveis antes de investir, como: seu perfil de investidor, a rentabilidade comparativa, liquidez e nível de risco. Sempre ao investir é necessário fazer essas comparações e encontrar o melhor investimento e lucrativo para seu objetivo.


Quer saber como investir melhor? A Ábaco te ajuda, fale com um dos nossos consultores!

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo