Buscar
  • Ábaco

Inventário de Estoque: o que é e dicas de como fazer


Uma das questões mais complexas para empresas que trabalham com venda de produtos, a gestão de estoques é algo essencial para uma boa gestão e controle da organização. Nesse post, veremos o que é o inventário de estoques e qual é a sua importância para a administração da empresa.

O que é inventário de estoques?

O inventário de estoques nada mais é do que a contagem dos itens presentes no estoque físico do estabelecimento. Ele pode ser feito tanto manualmente, por meio de contagem, quanto via software, por meio de programas específicos para essa finalidade.

Normalmente, as grandes empresas costumam utilizar os dois métodos de mensuração com o intuito conferir se a contagem informatizada está realmente sendo eficaz para a empresa.

E qual é a sua importância?

Ter conhecimento sobre a quantidade exata de itens presentes no seu inventário físico é um dos principais elementos que garantem um boa gestão e um bom controle da empresa. Alguns benefícios que um inventário de estoques traz são:


Identificar itens parados

Estoque parado é sinônimo de dinheiro parado. Empresas que possuem um bom inventário de estoques sabem exatamente quais produtos devem ser comprados e quais não são necessários, evitando que os itens não fiquem muito tempo parados e se tornem obsoletos.

Evitar perdas e furtos

Sabendo exatamente a quantidade de itens presentes no estoque, é possível ter um controle exato de quais itens devem estar presentes no almoxarifado. A partir desse controle, a identificação de produtos perdidos e roubados acaba sendo facilitada, o que evita eventuais prejuízos.

Otimizar o espaço físico do estabelecimento

Não é novidade que o aluguel é um dos custos fixos mais elevados das empresas. Visto isso, o inventário de estoques também auxilia na otimização do espaço, o que evita a superlotação do espaço físico do estabelecimento. Sabendo a quantidade de itens presentes no estabelecimento e o tamanho de cada um, é possível ter uma estimativa do espaço livre e espaço ocupado que o estoque ocupa.

Questões Fiscais

Ao fim de cada exercício social, todas as empresas são obrigadas pelo Fisco a apresentarem o Balanço Patrimonial, demonstração que reflete a posição patrimonial de uma entidade em uma determinada data.

O estoque é uma das principais contas presentes nos balanço patrimonial, ou seja, apresentar um balanço que indica uma quantidade de estoques que não reflete a realidade pode resultar em inadimplência fiscal à Receita Federal.

LEIA TAMBÉM: OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PARA SIMPLES NACIONAL

Dicas para realização do inventário

Reserve um horário com pouco movimento

A contagem de estoques é uma atividade que exige bastante concentração e tempo dos colaboradores envolvidos. Separe um horário que não haja muito movimento no estabelecimento, pois, além da questão da exigência de concentração, a venda (saída) de um produto altera a contagem dos itens.

Faça contagens periódicas

Ao invés de realizar toda a contagem de uma vez, divida o seu estoque em partes e faça a contagem fracionadamente. Por exemplo:

Dividir um estoque de aproximadamente 1000 itens para ser contado no prazo de um mês. O estoque deverá ser contado nos sábados e domingos (aos horários de menos movimento), sendo que, a cada final de semana, o número mínimo de itens contados é 250 (1000 itens/4 finais de semana).

Organize os itens em categorias e subcategorias

Aproveite o momento da contagem para organizar os itens do estoque em categorias e subcategorias. Isso, além de ser uma questão de organização, também facilita as futuras contagens. Exemplo de organização por categorias:

Produtos de Limpeza > Sabões > Sabões da marca Limpe Já > Sabão Limpe Max da marca Limpe Já.

Conclusão

O inventário de estoques é um dos requisitos principais para ter um bom controle e uma boa gestão da empresa. Devido aos aspectos citados acima, como o risco de inadimplência fiscal, a contagem deve ser feita por um profissional de confiança.

Restou alguma dúvida? Entre em contato conosco!

36 visualizações