Buscar

Educação financeira pessoal: por que vale a pena ter disciplina no controle do dinheiro?


Você sabe o que é educação financeira pessoal? Se você deseja ter uma situação financeira melhor e uma vida mais tranquila, entenda sobre o assunto e a sua importância! Assim, você saberá como evitar situações que prejudiquem sua situação econômica.


Aprendendo a planejar e se dedicar ao controle financeiro pessoal, você pode atingir seus objetivos, desde os mais simples até os maiores!

O que é e para que serve um planejamento financeiro?


A educação financeira pessoal é uma definição de como usar estratégias para a tomada de decisão, a partir da utilização das ferramentas de controle e de uma inteligência que promova a concretização de objetivos, considerando os dados pessoais e as características de cada indivíduo.


Ele é utilizado para organizar ações e para atingir metas financeiras, podendo ser também para quitar dívidas, pagar contas em dia, comprar casa, carro ou multiplicar o seu patrimônio. Infelizmente, isso ainda é visto como algo difícil, pois no Brasil não temos uma cultura que valorize a educação financeira.

Como fazer o controle financeiro pessoal?


É importante registrar seus ganhos e suas perdas, além de identificar eventuais desperdícios. Esse controle deve permitir que você volte e avalie seus gastos máximos, para isso, utilize um caderno ou planilha para iniciar sua gestão financeira.


O principal objetivo desse controle é estabelecer um equilíbrio entre receitas e despesas, a fim de pagar as dívidas e conseguir poupar algo para o futuro. No final das contas, um bom plano depende de um bom planejamento de imprevistos, que forneça preparação financeira para lidar com as despesas de emergência sem ter que recorrer a opções de crédito caras, como o cartão de crédito ou o cheque especial.

Importância da educação financeira pessoal


Além dos benefícios que discutimos, a educação financeira pessoal também pode fornecer outro benefício, como lidar com seu dinheiro sem que ele te controle.


Com isso, você pode controlar melhor suas finanças e, assim, administrar melhor seu dinheiro. Por isso, é mais fácil economizar para a compra de um imóvel e se livrar do aluguel, ou até pensar em proporcionar bons estudos aos filhos ou uma aposentadoria mais tranquila.


Receber educação financeira significa ser capaz de cumprir todos os compromissos (contas e dívidas) do dia a dia e ainda conseguir realizar atividades prazerosas com as pessoas queridas. Então, os benefícios são diversos, mas se resume em qualidade de vida, não só para você como também para seus familiares.

Dicas para manter o controle financeiro pessoal


Para começar a organizar seu plano financeiro pessoal, o primeiro passo deve ser reunir o máximo de informações possível sobre sua situação financeira. É importante observar seu patrimônio para compreender a situação real, o objetivo é preparar um planejamento financeiro de forma apropriada e realista.


Uma questão importante que precisa ser levada em consideração para quem possui dívidas é a atenção às taxas de juros, em muitos casos, a melhor opção é renegociar as dívidas.


Confira algumas dicas para manter o controle financeiro pessoal!


1) Organize suas contas pessoais


Para quem deseja desenvolver um controle financeiro, a organização é essencial, e também é um dos requisitos básicos de um bom plano financeiro pessoal. A boa notícia é que existem várias maneiras de organizar contas pessoais.


Um simples controle financeiro é suficiente para garantir os melhores resultados, podendo até ser feito por meio de um caderno, onde o valor das receitas e despesas é registrado.


2) Aprenda a lidar com o dinheiro


Para a maioria das famílias, falar sobre dinheiro sempre foi um desafio. Por isso, ao abordar o dinheiro sobre o ponto de vista do planejamento financeiro, estamos formando pessoas que valorizam não só o dinheiro em si, mas a importância para estabelecer a liberdade e a qualidade de vida.


3) Defina seus objetivos e projetos financeiros


Muitas pessoas começam a guardar dinheiro, por diversas vezes e momentos de suas vidas, fazem isso por períodos longos de tempo, porém não observam o propósito e acabam por gastar o dinheiro de uma hora para outra.


A experiência de poupar sem motivo mostra que a estratégia não funciona, assim, é importante buscar motivos muitos claros que podem permitir poupar e investir melhor o dinheiro. Defina seus objetivos de curto, médio e longo prazo e, a partir daí, estime os fundos necessários para atingir a meta.

Conclusão


A disciplina é a chave do para a educação financeira pessoal! A diferença entre o sucesso e o fracasso é o seu compromisso e, por isso, faça o planejamento e tenha uma real dedicação.


Dedique-se também ao controle financeiro e experimente economizar com um propósito. Desta forma, seu patrimônio aumentará, suas dívidas vão embora, seus objetivos de vida serão alcançados e seus limites em relação aos gastos ficarão mais próximos da sua realidade.


E aí, restou alguma dúvida sobre o tema? Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Fale conosco por meio da nossa página do Instagram ou pelo nosso site!


__________

Texto escrito por Andreina Magalhães


44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo