Buscar

PIX: o novo serviço de pagamento!

Atualizado: Nov 12



Introdução


Segundo o Banco Central, o PIX teve mais de 2 mil transações no 1º dia de operação restrita, na terça-feira (03/11)!


Como pode ver, a nova modalidade de pagamento já chegou ao mercado financeiro com tudo! Mas você já conhece o PIX? Sabe como vai funcionar? É uma boa opção? É mais barato?


Quer sair daqui sabendo sobre esse novo Sistema de Pagamentos? Venha comigo, que vou te contar tudo!


O que é o PIX?


O PIX é um novo Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB), criado pelo Banco Central (BC) e veio com o intuito de realizar transações financeiras em poucos segundos. E o melhor é que isso pode ser feito a qualquer hora do dia!


A proposta do PIX veio como uma forma de facilitar os pagamentos, reduzir custos, trazer a inclusão financeira das pessoas, aumentar a segurança, incentivar o pagamento eletrônico e prático, trazer comodidade, etc.


Note que o PIX veio para complementar as variadas opções de pagamentos existentes nos aplicativos de instituições financeiras. Assim, você que escolhe a melhor forma para pagar suas contas!


Quais são os benefícios do PIX?


De acordo com o site do Banco Central (BC), os benefícios são os seguintes:


  • Para os pagadores: rapidez, segurança, baixo custo, praticidade, agilidade e possiblidade de integração.

  • Para os recebedores: baixo custo de aceitação, recursos disponíveis imediatamente, redução de custos, automatização, conciliação dos pagamentos de forma facilitada e checkout rápido e fácil.

  • Para o ecossistema: eletronização dos pagamentos, redução do uso do papel-moeda, competitividade entre os outros meios de pagamentos, aumento da inclusão financeira (principalmente em locais que restringem o uso de alguns meios de pagamentos, devido aos custos altos). Além disso, é uma forma segura e promove um estímulo à entrada de fintechs e big techs.

Como se cadastrar?


Para a efetuação do cadastro, é necessário criar uma chave PIX. Dependendo do seu banco, da sua instituição de pagamentos, como Mercado Pago, por exemplo, podem ser liberadas 5 chaves para as realizações das transações.


Para isso a pessoa física ou jurídica deve informar 4 formas de identificação como email, número de telefone, CPF/ CNPJ ou a chave aleatória. Caso você queira usar as mesmas chaves, mesmo possuindo instituições financeiras ou de pagamentos distintas, se pode optar por pedir portabilidade das chaves, para facilitar nas realizações dos embolsos.


A chave aleatória é fornecida, caso você não queira informar seus dados pessoais. É um código com números, letras e símbolos gerados de forma aleatória, que irá identificar a conta destinatária dos recursos transacionados.

Como realizar as transações?


No momento de realizar o pagamento, você poderá escolher a forma de ser efetuada. O PIX irá aparecer no seu aplicativo e, após os cadastros das chaves, você poderá utilizá-lo.


As empresas poderão ofertar essa opção, além das chaves, por meio do QR Code. Nesse caso, escolha o PIX, no seu aplicativo bancário, capture a imagem do QR Code prontinho!


Pontos diferenciais do PIX


  1. Disponibilidade 24 horas por dia, todos os dias, isso também inclui os feriados, coisa que as outras opções de pagamento não possuem!

  2. O tempo para as conclusões das transações são em menos de 10 segundos. Uau!

  3. Será gratuito para pessoas físicas e para os Microempreendedores Individuais (MEIs). Muito legal, né?!

  4. Pagamento em tempo real, o que mostra grande diferencial, ao comparar com as outras modalidades de pagamentos, que demoram alguns minutos ou dias e também, cobram taxas caras. Maravilhoso!


Eu sou Pessoa Jurídica e agora?


Calma! Segundo o Banco Central (BC), não há limite para pagamentos ou transferências no uso dessa modalidade, o que significa que as transações são a partir de R$0,01. Também não tem limite de valores para a sua realização, como ocorre em outras modalidades.


Portanto, as instituições ofertantes poderão estabelecer limites máximos de valores baseados em critérios de mitigações de riscos, como as de fraudes e de lavagem de dinheiro, por exemplo.


Ou seja, não vai ser tão caro quanto às taxas cobradas para transferir, emitir boletos, fazer um TED ou um DOC, etc. Vai ser mais barato para a sua empresa, pois a intenção do PIX é a redução de custos e incentivar o uso do pagamento eletrônico, o que é mais barato que emitir uma cédula.


Saiba mais sobre a fase restrita!


De acordo com o site do Banco Central, a fase restrita ocorrerá entre os dias 03/11/20 a 15/11/20. Nessa fase, os clientes irão testar a modalidade.


Durante esse período, o funcionamento ocorrerá da seguinte maneira:

Horário: das 09h às 22h;

As quintas, que serão nos dias 05/11 e 15/11, ocorrerão das 09h às 24h; e

As sextas, que serão dias 06/11 e 13/11, ocorrerão das 0h às 22h.


Ele veio para acabar com o TED e o DOC?


A resposta é não. Ele veio pra somar as outras opções existentes. Portanto, por ser um pagamento instantâneo, mais barato e ser disponível diariamente, a tendência é que ele seja mais requisitado a partir do seu lançamento.


Em casos de erros


Se você digitar as informações erradas e efetuar o pagamento, não poderá ser cancelado. Por isso, é importante ler as informações com atenção antes de confirma-lo, para certificar se está sendo realizada de maneira correta.


Portanto, você pode negociar com o recebedor a devolução do valor pago, podendo ser negociada tanto de forma parcial, quanto no valor total (o que achamos um pouco complicado, pois não conhecemos a índole das pessoas, né?!). Por isso, verificar todos dados é importante.


Agora, se você passar as informações erradas em um PIX, será alertado sobre o porquê da não efetuação da transação. Nesse caso, não há perda de recursos, você poderá verificar onde errou e tentar novamente.


Conclusão


O mundo do mercado financeiro não para de crescer e inovar e, como acompanhou até aqui, a tendência é o aumento do uso de meios de pagamento eletrônicos, principalmente, nessa fase em que estamos mais acessíveis às tecnologias e suas ferramentas.


Essa modalidade será uma boa opção para quem quer economizar seu dinheiro, pois será mais em conta. Além de ser interessante para os empreendedores, que terão mais recursos em caixa, reduzindo possíveis calotes.


Basta você ter um bom controle financeiro, para não sair se empolgando demais e gastando seu dinheirinho o tempo todo com o PIX, viu?! Equilíbrio, responsabilidade e controle de gastos não podem ser ignorados, em qualquer que seja a modalidade de pagamentos!


E aí, o que você achou do tema de hoje? Quer mais informações? Entre em contato conosco por meio da nossa página no Instagram ou pelo contato em nosso site!

__________

Texto escrito por Amanda Magalhães