Buscar
  • Ábaco

E-commerce: o que é, como funciona e como aderir?



Segundo a 43ª pesquisa Webshoppers, mostram que o e-commerce faturou R$ 87 Bilhões em 2020, um salto de 48% em relação ao ano anterior, o número de pedidos chegou a 194 milhões.


A tendencia do mercado após pandemia é expandir cada vez mais, e se você micro empreendedor já pensou em ingressar nesse mercado e não sabe o que é ou como funciona, entenda mais sobre lendo este artigo:


E-commerce x Marketplace e suas vantagens


O e-commerce é o comércio online, se mostra por ser uma excelente alternativa para as empresas que desejam ganhar visibilidade de forma a minimizar os gastos e maximizar as vendas através de alcance a novos públicos.


Enquanto os e-commerces funcionam como uma loja virtual, os marketplaces fazem a função de intermediar as transações entre empresas e consumidores, entre eles podemos destacar o mercado livre e Elo7.


Tipos de E-commerce


B2B (Business to Business): Venda de empresas para consumidores finais;


B2C (Business to Consumer): Venda de empresa para outras empresas;


C2C (Consumer to Consumer): Venda de consumidores para consumidores;


D2C (Direct to Consumer): Venda da indústria direto ao consumidor.


E-commerce para pequenos empreendedores


Já existem diversos e-commerces no Brasil, portanto é necessário um planejamento para ingressar nesse mercado, mas algumas dicas é definir um nicho e possuir outros três aspectos importantes a seguir:


Domínio: Endereço virtual ou site, a patir dele seu público alvo chegará a sua loja virtual.


Hospedagem: Serviço de armazenamento que permita seu site está disponível 24 horas diárias


CMS de e e-commerce: Customer Management System fornecerá os dados de vendas que estão ocorrendo e permitirá adicionar seus produtos na loja virtual.

Para ir mais além, algumas estratégias e métricas também fazem um ótimo aliado ao seu negócio, como definir uma estratégia comercial, portifólio vasto de produtos, diversificar canais de vendas e utilizar alguns indicadores como de tráfego, taxa de conversão, ticket médio, tempo de compra e muitos outros.


Dica Bônus: Social Commerce

O social commerce pode ser o mais ideal para pequenos empreendedores, a venda em redes sociais sem a necessidade de uma loja virtual pode acontecer até mesmo informalmente, como canais de venda: Instagram e Facebook.


Gostou deste artigo, quer ficar por dentro das tendências de mercado e do universo financeiro? Acompanhe o nosso Instagram ou Leia outros artigos do nosso blog!

7 visualizações0 comentário